Os desafios para incentivar o aleitamento materno são muitos e envolvem não somente a estratégia de informar as mães sobre a importância desta prática, mas também técnicas para motivá-las, envolver todas as pessoas ligadas à mãe e à criança e criar vínculos para que a prática de amamentação faça parte da rotina de todos os envolvidos.

Com esta filosofia, está sendo lançada a campanha mundial de 2018, cujo tema é “Amamentação: a base da vida”, conduzida no Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago, o HU de Santa Catarina, vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), pela Central de Incentivo ao Aleitamento Materno (Seam), que realiza diversas ações nesta área, orientando gestantes, puérperas, familiares, comunidade e demais profissionais de saúde sobre o tema.

A campanha já está em andamento, com a divulgação dos principais pontos de discussão e vai um dia de destaque na abertura da Semana Mundial de Aleitamento Materno no HU, em 1º de agosto, quando serão realizadas palestras no auditório do hospital, para profissionais do setor de saúde, residentes e estudantes. As inscrições podem ser feitas na Gerência de Ensino e Pesquisa, no 4º andar do Hospital Universitário, ou pelo telefone 3721-8101.

Isabel Maliska, enfermeira da Seam, explicou que a semana mundial, organizada pelo  Fundo das Nações Unidas para a Infância/Organização Mundial da Saúde (Unicef/OMS), vem com o propósito de chamar a atenção para a importância do aleitamento, com implicações positivas na saúde da mãe e do bebê, além de ter impacto social, contribuindo para a qualidade de vida e redução da pobreza por meio da uma nutrição saudável.

“A amamentação está ligada à boa nutrição, segurança alimentar e redução da pobreza”, resume Isabel ao destacar uma das frases divulgadas no documento do Unicef para a Semana Mundial do Aleitamento Materno e chamar a atenção para a importância de todos os profissionais da área de saúde – não somente do setor materno-infantil – estarem conscientes de que podem colaborar para conscientizar sobre os impactos da amamentação no presente e no futuro da criança.

A programação de palestras da Semana Mundial começa às 13h30 no auditório do HU. No evento, serão tratados temas como o início da amamentação no centro obstétrico, promoção e manejo de aleitamento materno no alojamento conjunto e aleitamento e início da alimentação complementar da criança.