UTI - Unidade de Terapia Intensiva

 

O Paciente na UTI

A UTI é um ambiente diferenciado que visa a manutenção da vida e recuperação da saúde de pessoas que necessitam de um acompanhamento mais intensivo do seu estado de doença. Tem uma série de recursos tecnológicos, muitos aparelhos ligados ao paciente, os exames de laboratório são frequentes e a avaliação clínica é constante. A equipe de saúde está próxima e sempre alerta para qualquer necessidade. Sempre tem médico e enfermeiro de plantão. A quantidade de técnicos de enfermagem é suficiente para que o paciente seja atendido adequadamente, além dos profissionais de fisioterapia, nutrição, psicologia e assistente social. Por segurança as grades das camas ficam elevadas e os pacientes geralmente com as mãos presas, o que é importante para evitar que se machuquem.

O Paciente na UTI Soros e Medicamentos Ventilador Mecânico Monitor Sonda Nasogástrica

Clique nas caixas de texto para visualizar mais detalhes

Sala de Espera

Enquanto se aguarda a vez para entrar na UTI, os visitantes devem permanecer na sala de visitas. O número de visitantes é limitado, visando a prevenção de transmissão de microorganismos e tranquilidade necessária ao reestabelecimento do paciente. Contudo é de grande importância para a pessoa internada, de modo a não perder o contato familiar, ter notícias das coisas que o são importantes, receber carinho e apoio que geram conforto físico e emocional.

Lavagem das Mãos

Antes de entrar na UTI, todo visitante tem de lavar as mãos com água e sabão em abundância. Pode também passar álcool a 70% na entrada do box (quarto) a ser visitado. Repetindo a higienização das mãos na saída, depois da visita, evitando a transmissão de microorganismos nocivos para fora da UTI.

Área da UTI

No horário de visita e com a permissão da enfermagem você pode entrar na UTI e seguir diretamente ao box da pessoa a ser visitada. A visita é individual e pode sofrer pequenos atrasos ou suspensão por motivos de procedimentos e/ou atendimento às necessidades do paciente. Os boxes são fechados por paredes e cortinas, dispostos em torno de uma área central de onde a equipe de saúde pode visualizar os pacientes. A identificação dos leitos pode ser vista nas paredes de entrada do box. Não devem ser visitados outros pacientes e nem transitar entre os boxes. Quando necessário, a equipe de enfermagem orientará o uso de aventais ou máscaras.

O Paciente

O paciente pode estar com a fisionomia diferente. Pode estar inchado, com tubos fixados em seu rosto e corpo. Estará deitado em uma cama com aparelhos ligados a fios. Você pode segurar as mãos e conversar com ele mesmo que ele esteja aparentemente dormindo e não conseguir responder. Todos os pertences do paciente devem ficar em posse dos familiares, o não uso de roupas tem por finalidade melhorar a avaliação, facilitar o manuseio e permitir o atendimento de intercorrências e das necessidades do paciente.

Sonda para Urinar

Pacientes internados na UTI podem ter necessidade de um controle mais rigoroso dos líquidos que entram e que saem do seu corpo. Para controlar a quantidade de urina, normalmente é colocado um tubo chamado de Sonda Vesical ou Sonda Foley. Esse tubo leva a urina da bexiga até uma bolsa que fica ao lado da cama do paciente. A enfermagem tira e mede a quantidade de urina várias vezes ao dia. O paciente fica sempre sequinho, evitando assaduras e/ou lesões na pele. Outras sondas, bolsas e/ou drenos também podem ser encontrados em situações de pós-operatório.

Hospital Universitário Polydoro Ernani de São Thiago - Universidade Federal de Santa Catarina
Rua: Professora Maria Flora Pausewang, s/nº - Trindade - Florianópolis - SC - Caixa Postal: 5199
CEP: 88040-900 - CNPJ: 83899526/0004-25 - Fone/FAX: +55 (48) 3721-9100/3721-8354